Foto capa de João Pinheiro - Kerouac e foto fundo de Serdar Acar.

domingo, 4 de setembro de 2016

04.09.2016

Sonhar com as cerejeiras
plantadas num país distante
enraizadas em minhas pernas nuas
sonhar com o peso de meus passos
quando estas cerejeiras pediam frutos
e atravessavam invernos de outras vidas, 
sonhar com a planta que atravessa a carne
e dissolve o sangue espesso, o corpo dolorido, 
a pressão exercida pelo poema, sonhar com
a paciência da flor, enquanto flor apenas, 
acertada com a flecha das coisas que vivem, 
sonhar com pesados frutos em mãos dispostas, 
mordidas luminosas, a intuição também atravessa
a carne do corpo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário